topo

Artigos

Etiqueta ao telefone: fixo ou celular


Ao telefone fixo

Todas as pessoas que atendem ao telefone dentro de uma empresa deveriam receber um treinamento adequado sobre como falar corretamente. Quando atendemos ao telefone, provavelmente estamos lidando com clientes e fornecedores. Ao falarmos ao telefone, estamos transmitindo um cartão de visita da Empresa. Além disso, involuntariamente outras pessoas a sua volta estarão ouvindo sua conversa.

Ao telefone, não devemos fazer uso de algumas expressões inadequadas, como chuchu, meu bem, querida, fofa, paixão, gatinha, bonitinha, bela... Procure ser solícito e resolver o problema de quem está ligando. Lembre-se: você nunca sabe com quem está falando, portanto, capriche: seja gentil e simpático para deixar uma boa impressão sua e de sua empresa.


Ao celular

O polêmico aparelho telefônico que fica sempre conosco cria um vínculo vicioso de dependência que precisamos discernir a melhor maneira para utilizá-lo sem causar desconforto e desrespeito humano. Antigo símbolo de status, esse aparelhinho é útil e prático, considerado uma necessidade e comodidade por muitos, ele também é um meio de transações comerciais, gerando lucros e por isso muitas vezes é colocado em primeiro lugar, sendo a sua utlilização desrespeitosa e gananciosa.

Ter um celular é confortável mas deve ser usado com parcimônia e consideração com os circunstantes, tendo a observância para algumas regras do bom uso gerador de civilidade:
● Ao se falar ao celular, é comum aumentarmos o tom de voz. Procure falar baixo. Seja discreto, afinal, a conversa só interessa a você e a quem está do outro lado da linha.
● Antes de atender uma ligação, caso esteja na presença de pessoas, peça licença e atenda discretamente.
● Quando for efetuar uma ligação, informe o seu nome e cumprimente o interlocutor e somente depois fale sobre o assunto desejado.
● Quando alguém iniciar um diálogo muito longo para o qual você não deseja escutar, peça liçença informando a pessoa que posteriormente fará contato com ela e exponha motivos ou combine outro horário para a ligação.
● Respeite os horários: ligar depois das 8h e antes das 22h; somente são autorizadas ligações fora deste horário a pessoas íntimas, em caso de urgência ou contato pré-estabelecido.
● Lembre-se de quando estiver com pessoa e atender a ligação do celular, não alongar a conversa pela inconveniência em deixar alguém por muito tempo esperando.
● Não atenda o celular quando estiver em audiência solicitada por você. É falta de consideração com a pessoa que lhe reservou um tempo para atendê-lo.
● No carro em movimento.
● Em reuniões, no teatro, cinemas, consertos.
● A regra diz que também não podemos atendê-lo em mesa de restaurante, andando na rua e na praia, porque atrapalhamos o sossego das outras pessoas que estão ali para divertirem-se e não ficar escutando conversas e também pela falta de atenção que oferecemos a quem está ao nosso lado e por motivo de segurança pela distração em andar falando num celular. Acredito que o nosso bom senso adaptará esta regra nos dias de hoje.
● O celular pode ser atendido no trabalho, em casa de amigos, em cafés, em bares, no carro quando estiver parado, em salas de espera, lojas, em filas, em corredores, etc..

Estamos progredindo muito no campo das telecomunicações, ganhando conforto, rapidez de mensagens, eficiência nos negócios, mas devemos atentar para o direito de privacidade e respeito ao próximo.

Sempre que estiver em ambiente de negócios, desligue o celular. Caso esteja aguardando uma ligação importante, avise com antecedência aos demais e peça licença para atender a ligação. Afaste-se do local e seja breve. Nunca ligue para o celular de seus clientes para vender produtos ou serviços. É deselegante e também invasão de privacidade, causa uma impressão negativa de você e de seus negócios, uma vez que celular é considerado algo de uso particular, então procure sempre contatar seus clientes no telefone comercial. Lembre-se: a finalidade do celular é agilizar sua comunicação com o mundo, mas não se transforme num escravo do aparelho. É importante agir com elegância, discrição e, sobretudo ética na comunicação, sendo mais um passo importante para seu sucesso.

Fonte: Livro: Etiqueta, Manual Básico do Comportamento, Denise Sobral de Melo Rambo


rodape
Desenvolvido por EmpresasVALE®